Elétrico, novo Nissan Leaf tem autonomia de 400 km

GUSTAVO DE SÁ
de São Paulo (SP)
06/09/2017 11:58

A Nissan apresentou nesta quarta-feira (6), no Japão, a segunda geração do elétrico Leaf. O hatch estreia novos sistemas de condução semiautônoma e possui autonomia de até 400 km com uma recarga completa do motor elétrico.

O visual traz elementos vistos na nova geração do March europeu e no Kicks, como a grade dianteira com o V destacado, aplique preto na coluna C e opção de teto em cor diferente do restante da carroceria. O coeficiente de arrasto aerodinâmico é de 0,28.

O novo Leaf traz motor elétrico de até 110 kw de potência (o equivalente a 150 cv), número 38% maior em relação à primeira geração. Já o torque 32,6 kgfm cresceu 26% e está disponível integralmente ao primeiro toque no acelerador.

O tempo de recarga completa do motor elétrico pode variar entre 16 e 8 horas, de acordo com a tensão da tomada. Segundo a Nissan, é possível fazer a carga rápida de 80% da capacidade da bateria em apenas 40 minutos.

Nocas tecnologias e condução semiautônoma

O Leaf estreia dispositivos de condução semiautônoma da Nissan. Chamados de ProPILOT  e ProPILOT Park, os sistemas podem assumir o controle das funções de esterçamento, aceleração, frenagem, troca de marchas e freio de estacionamento.

Ele também traz de série um novo sistema de acelerador inteligente, chamado de e-Pedal. Com ele, o motorista pode dispensar o uso do pedal de freio e fazer desacelerações e até parada completa com o uso somente do pedal direito, mesmo em aclives ou declives. Para que esse sistema seja utilizado, o motorista deve acionar no painel o botão do e-Pedal.

O novo Nissan Leaf começará a ser vendido no Japão no início de outubro, por 3.150.360 ienes – o equivalente a aproximadamente R$ 90 mil na conversão direta (sem cálculo de impostos ou outras taxas). A partir de janeiro, o modelo deverá chegar às lojas dos EUA, Canadá e países da Europa.