Anfavea prevê crescimento de 4% em 2017

Motorpress
Da Redação, em São Paulo (SP)
05/01/2017 14:46

A Anfavea (entidade que representa as fabricantes de veículos) divulgou nesta quinta-feira (5) o balanço de vendas, produção e exportação de 2016. Como já era esperado, os números não são dos melhores: as vendas caíram 20,2% no acumulado do ano, quando foram emplacadas 2.050.317 unidades, contra 2.568.976 em 2015.

Olhando apenas para dezembro, foram vendidas 204.329 unidades, gerando crescimento de 14,7% em relação a novembro de 2016. Porém, se compararmos com o mesmo período de 2015, quando foram vendidas 227.760 unidades, houve queda de 10,3%. Dezembro de 2016 teve o pior volume de vendas desde 2008 para o mês.

A produção de veículos encerrou o ano com 2.157.379 unidades entregues, contra 2.429.421 veículos produzidos em 2015, gerando queda de 11,2%. Considerando apenas dezembro, quando foram produzidas 200.887 unidades, houve crescimento de 40,6% em relação ao mesmo período de 2015.

O setor de exportação é único que pode comemorar os resultados de 2016, com 520.286 veículos exportados, o setor cresceu 24,7% em relação a 2015, quando foram exportadas 417.332 unidades. Em dezembro foram vendidas para outros países 62.941 unidades, volume 36,1% maior do que no mesmo período de 2015.

Presidente da Anfavea espera crescimento em 2017

Mesmo com um 2016 bem complicado, o presidente da Anfavea, Antonio Megale, tem boas expectativas para 2017: "Esperamos que 2017 traga resultados melhores e que o crescimento seja retomado". Após o pronunciamento do presidente, a entidade revelou as expectativas para este ano, sendo que as vendas devem crescer 4%, chegando perto de 2.133.000 unidades, enquanto a produção crescerá 11,9%, atingindo 2.413.000 veículos produzidos e as exportações seguirão vivendo um bom momento, fechando 2017 com 558 unidades vendidas para outros países e crescimento de 7,2%.