Airbag provoca segundo recall do Jeep Renegade

Motorpress
Da Redação, em São Paulo (SP)
24/10/2016 17:40

Os airbags que podem matar em vez de salvar fizeram mais uma vítima -- ao menos em termos de imagem. Best-seller no segmento dos SUVs, o Jeep Renegade é alvo de um recall anunciado nesta terça-feira (24) pela FCA (Fiat-Chrysler Automobiles), o segundo desde seu lançamento (o primeiro foi em maio, devido a um problema no controle de velocidade).

Estão envolvidos carros nas versões 1.8, Sport e Longitude (Limited e TrailHawk, mais caras, ficaram de fora), com ano/modelo 2015/2016, que devem agendar atendimento numa das concessionárias Jeep para inspeção e, se necessária, a substituição do módulo do airbag frontal do passageiro.
Problema no airbag também está na versão básica do SUV
De acordo com o comunicado, em caso de colisão suficientemente forte para acionar o airbag frontal do passageiro, pode haver o rompimento do "alojamento do inflador do respectivo airbag", o que pode espalhar fragmentos metálicos pela cabine -- o mesmo defeito que causou pelo menos 11 mortes em ocupantes de carros de diversas marcas equipados com airbags da japonesa Takata.

Segundo a FCA, o reparo demora cerca de duas horas. A fabricante não divulgou os chassis envolvidos no recall e disponibilizou o telefone 0800-7037150 para consultas, mas CARRO ONLINE apurou que são 3.932 unidades fabricadas em Goiana (PE) entre 23 de setembro e 12 de dezembro de 2015, com a numeração de chassi compreendida entre 988611122GK032308 e 988611151GK049020, mas não sequencialmente.