Já Dirigimos - Volkswagen cross up! TSI

FERNANDO LALLI
de São Paulo (SP)
07/08/2017 13:09

Mesmo sendo cosmopolita até o último parafuso, o Volkswagen up! parece à vontade quando travestido de “off-road”. A versão cross não é uma invenção brasileira: existe também na Europa. Mas, por aqui, não recebe alterações na suspensão. A rigor, up! TSI e cross up! TSI são, mecanicamente, o mesmo (ótimo) carro.

Em sua versão 2018, o cross up! tem detalhes de acabamento externo discretos se comparado a outros aventureiros urbanos. Basta o rack de teto, o elemento central do para-choque dianteiro em cor prateada, o contorno em plástico preto nas caixas de roda que se prolonga pelos para-choques e saias laterais – e as faixas laterais nas portas, também em plástico preto.

Por dentro, possui alumínio na soleira das portas dianteiras e revestimento diferenciado nas alavancas de câmbio e freio de estacionamento. O confortável revestimento dos bancos, com tecido e acabamento exclusivos dessa versão, merece destaque. Bancos de couro sintético são opcionais, mas fazem pouca falta.

O painel acompanha a reestilização da linha. A leitura dos instrumentos melhorou e o volante (com acabamento em couro) tem comandos intuitivos. Com o novo design, o interior transmite uma sensação de mais requinte, muito por causa do recurso de iluminação de ambiente na porção inferior do painel.

A lista de equipamentos de série é baseada no move up! TSI e inclui ainda computador de bordo, retrovisor com função tilt down, sensor de estacionamento traseiro, sensor crepuscular e de chuva, rodas de liga leve aro 15’’ e sistema de som Composition.

Na renovação da gama, o cross up! passou a ser equipado exclusivamente com o motor 1.0 TSI, tricilíndrico, que gera 105 cv de potência e 16,8 kgfm de torque. No câmbio, também não há opção à caixa manual de cinco marchas.

A qualidade do casamento entre o propulsor TSI e a transmissão é reconhecida, alia desempenho (0 a 100 km/h em 9s38) com economia de combustível (11,0 km/l com etanol na média entre percurso urbano e rodoviário). A dirigibilidade continua impecável, principalmente em rodovia, graças à calibração precisa da direção eletroassistida.

Porém, o reposicionamento da linha up! – que agora ganha status de “premium”, acima do Gol na tabela – pode exigir que a Volkswagen forneça no futuro uma versão com trocas de marcha automáticas para suas versões TSI, o que não existe por enquanto.

Hoje, o sistema automatizado I-Motion é encontrado apenas na versão move, com motor aspirado. O consumidor que se dispuser a pagar os R$ 56.990 pedidos pelo cross up! TSI talvez sinta falta do conforto em não precisar trocar de marchas no tráfego urbano – justamente, a área de especialidade do subcompacto da Volkswagen, que trava uma luta quase inglória para decolar nas vendas.

Confira nossas medições e a ficha técnica do cross up! 2018: