C3 e 208 1.2 são iguais, mas muito diferentes

HECTOR VIEIRA
Da Motorpress, em São Paulo (SP)
23/06/2016 11:30
CITROËN C3 PURETECH vs. PEUGEOT 208 PURETECH
CITROËN C3 PURETECH
CITROËN C3 PURETECH
CITROËN C3 PURETECH
CITROËN C3 PURETECH
CITROËN C3 PURETECH
CITROËN C3 PURETECH
CITROËN C3 PURETECH
CITROËN C3 PURETECH
CITROËN C3 PURETECH
CITROËN C3 PURETECH
CITROËN C3 PURETECH
CITROËN C3 PURETECH
CITROËN C3 PURETECH
CITROËN C3 PURETECH
CITROËN C3 PURETECH
CITROËN C3 PURETECH
PEUGEOT 208 PURETECH
PEUGEOT 208 PURETECH
PEUGEOT 208 PURETECH
PEUGEOT 208 PURETECH
PEUGEOT 208 PURETECH
PEUGEOT 208 PURETECH
PEUGEOT 208 PURETECH
PEUGEOT 208 PURETECH
PEUGEOT 208 PURETECH
PEUGEOT 208 PURETECH
PEUGEOT 208 PURETECH
PEUGEOT 208 PURETECH
PEUGEOT 208 PURETECH
PEUGEOT 208 PURETECH
PEUGEOT 208 PURETECH
PEUGEOT 208 PURETECH
PEUGEOT 208 PURETECH
CITROËN C3 PURETECH vs. PEUGEOT 208 PURETECH

A Citroën lançou na última segunda-feira (20) a linha 2016 do C3 e, conforme já havia antecipado, a grande novidade foi a adoção do motor 1.2 tricilíndrico PureTech. O propulsor, que já é utilizado pelo Peugeot 208, aposenta as opções 1.5 da gama do C3, que agora parte de R$ 46.490.

Para a Citroën, a chegada do novo motor ao C3 significa mais do que uma tentativa de reduzir o nível de emissões e consumo do hatch. Com ele, a marca pretende transformar o modelo numa alternativa mais racional para o consumidor. 

Durante o lançamento, a fabricante apresentou uma pesquisa encomendada à Jato Dynamics, empresa especializada em análise de mercado, que exibiu os gastos que o consumidor tem com o Citroën C3, comparando-os com os de seus concorrentes. Com base nesse estudo, a Citroën defende que, numa conta que inclui preço (no caso, o da versão de entrada, Origine, pelos já citados R$ 46.490), consumo, seguro, revisões e pneus, o consumidor gastaria R$ 0,56 por dia para manter o C3 durante 36 meses (ou 30.000 km), o menor índice contra 12 rivais.

Esse será o mote da campanha de lançamento do C3 1.2. Na versão topo de linha, a Tendance, avaliada aqui, outro trunfo é o nível de equipamentos, que une itens exclusivos, como a moderna central multimídia e o parabrisa panorâmico, ao preço competitivo de R$ 52.690. A expectativa da Citroën é manter o volume de vendas do hatch, que, assim como o restante do mercado, vem sofrendo queda.

No ano passado, o C3 teve 17.108 emplacamentos, enquanto este ano mantém média de 987 unidades mensais -- o que resultaria em cerca de 11.900 unidades até o final do ano (30% de queda em relação a 2015). As versões 1.2 devem corresponder por até 70% das vendas. 

VEJA PREÇOS E EQUIPAMENTOS DO C3 1.2

C3 1.2 Origine: R$ 46.490
Direção elétrica, ar-condicionado, vidros dianteiros elétricos, retrovisores externos elétricos, travamento automáticos das portas, computador de bordo, banco do motorista com regulagem de altura, volante com regulagem de altura e profundidade.

C3 1.2 Attraction: R$ 49.990
Versão Origine + faróis de neblina, central multimídia touchscreen com entrada USB e conectividade bluetooth, vidros elétricos, rodas de liga leve 15'', luz diurna de LED.

C3 1.2 Tendance: R$ 52.690
Versão Attraction + parabrisa Zenith, alarme volumétrico, sensor de estacionamento traseiro.

Citroën C3 e Peugeot 208 usam o mesmo motor 1.2 PureTech

COMPARTILHANDO O CORAÇÃO
O motor 1.2 PureTech tricilíndrico, importado da França, é exatamente o mesmo utilizado no Peugeot 208. Entre os destaques tecnológicos estão: sistema que dispensa gasolina nas partidas a frio, variador de fase dos comandos de válvulas, bomba de óleo variável e sistema de arrefecimento duplo (um para o bloco e outro para o cabeçote).

Como ocorreu no Peugeot 208 quando este motor substituiu o 1.5, o propulsor 1.2 promoveu uma redução de consumo e emissões na gama do C3. De acordo com a Citroën, essa diminuição foi de 32%, mas em nossos testes a margem ficou em 11%, com uma média ponderada entre cidade e estrada de 11 km/l com etanol (o C3 anterior obteve média de 9,8 km/l).

Versões 1.2 do Citroën C3 começam em R$ 46.490

No caso do 208, o motor PureTech foi 14% mais econômico em nossas medições em comparação ao 1.5 anterior. No mesmo circuito misto de cidade e estrada, o Peugeot percorreu 11,3 km/l. Quase um empate técnico com o C3.

O ganho em economia nos dois hatches vem acompanhado de perdas quase impeceptíveis no desempenho. A aceleração de 0 a 100 km/h do C3, feita em 13s74, ficou 0s78 mais lenta comparada ao modelo anterior. Já no 208 1.2, que realiza a mesma prova em 13s54, o ganho é ainda menor: diferença de apenas 0s21 para o 1.5.

Linha 2016 do C3 não teve mudanças visuais

Os comportamentos praticamente idênticos dos dois hatches do Grupo PSA persistem ao volante. Uma das características do PureTech é entregar o pico do torque de 13 kgfm já às 2.750 rpm, atribuindo bastante agilidade aos dois modelos, sobretudo para rodar em ciclos urbanos. O escalonamento mais longo das 3ª e 4ª marchas também revela outro ponto em comum no dois. Isso gera boa elasticidade do motor e permite explorar bem os 90 cv de potência na estrada. 

PERSONALIDADES DISTINTAS
A diferença entre Citroën C3 e Peugeot 208 é mais evidente na dirigibilidade. O Citroën tem uma dinâmica mais genérica, ou seja, posição de dirigir verticalizada e um conjunto de suspensões mais amigáveis para enfrentar os obstáculos das vias (e, consequentemente, agradar um número maior de consumidores). Já o 208 se preocupa em conectar mais o motorista à condução: com uma posição de dirigir mais inclinada, volante menor e mais preciso e suspensões sensivelmente mais firmes, ele valoriza mais o prazer do que o conforto.

Interior do C3 apresenta muito plástico no acabamento

Além disso, desde meados de 2014, o Grupo PSA adotou (na verdade, inverteu) sua estratégia para as marcas no Brasil: a tarefa da Peugeot é oferecer veículos mais refinados e mais bem-equipados, enquanto a Citroën -- que antes era considerada mais premium -- quer se popularizar, sacrificando um pouco o nível de tecnologia e sofisticação de seus carros. Assim, o Peugeot 208 1.2 custa, em média, R$ 1.900 a mais que o Citroën C3 1.2. 

Na versão de entrada Origine, o C3 1.2 já tem uma lista de equipamentos bastante interessante, com: direção elétrica, ar-condicionado, trio elétrico, computador de bordo, banco do motorista com regulagem de altura e volante com regulagem de altura e profundidade. O 208 de entrada, denominado Active (são apenas duas versões com motor 1.2), que custa R$ 48.190, além destes itens ainda dispõe de faróis e lanternas de neblina, faróis com máscara negra e central multimídia touchscreen com espelhamento de smartphone. 

Peugeot 208 1.2 teve mudanças sutis no conjunto óptico da linha 2016

Já na configuração mais cara, o C3 Tendance completa seu pacote de equipamentos com faról de neblina, central multimídia touchscreen com espelhamento, rodas de liga leve de 15'', luz diurna de LED, parabrisa Zenith (alongado até o teto) e sensor de estacionamento. O 208 Allure, tentando justificar seu preço mais alto, de R$ 54.990, vem com ar-condicionado de duas zonas, teto panorâmico, quatro airbags e piloto automático com limitador de velocidade, todos indisponíveis na gama do C3. 

Na hora de fazer a manutenção dos dois carros, contudo, a Peugeot aproveita para cobrar do consumidor esse apelo mais refinado do seu hatch: os primeiros três serviços até os 30.000 km totalizam R$ 1.443. Já a Citroën adotou uma política permanente de cobrar R$ 1 por dia por revisão: com isso, cada uma delas custa R$ 365 (R$ 1.095 ao todo nas três primeiras). 

Estilo do hatch da Peugeot é mais ousado que o do "primo" C3

NOSSAS MEDIÇÕES Citroën C3 1.2 PureTech Peugeot 208 1.2 PureTech
Aceleração
0-60 km/h  5s40 5s22
0-80 km/h 8s86 8s71
0-100 km/h 13s74 13s54
0-120 km/h 20s66 19s95
Retomada
40-100 km/h 13s95 13s85
60-120 km/h 20s40 19s48
80-120 km/h 14s50 13s92
Frenagem
60-0 km/h 15,88 m 16,16 m
80-0 km/h 27,91 m 28,71 m
100-0 km/h 43,65 m 45,62 m
120-0 km/h 62,48 m 66,18 m
Consumo (etanol)
Cidade 9,5 km/l 9,8 km/l
Estrada 13 km/l 13,3 km/l
PECO 11 km/l 11,3 km/l

Painel elevado e capricho no acabamento são destaques da cabine do 208

DECISÃO DIVIDIDA
Se racionalmente o Citroën C3 parece o melhor negócio em termos de custos, quem optar por ele vai abrir mão de tecnologias exclusivas do 208 para o segmento. 

DADOS DE FÁBRICA Citroën C3 1.2 PureTech Peugeot 208 1.2 PureTech
Motor: L3, diant., trans., 12V L3, diant., trans., 12V
Cilindrada: 1.199 cm³ 1.199 cm³
Potência (cv): 84 (G) / 90 (E) a 5.750 rpm 84 (G) / 90 (E)
Torque (kgfm): 12,2 (G) / 13 (E) a 2.750 rpm 12,2 (G) / 13 (E) a 2.750 rpm
Câmbio: Manual, 5 marchas Manual, 5 marchas
Suspensão: McPherson/eixo de torção McPherson/eixo de torção
Peso vazio/cap. de carga (kg): 1.110/411 1.073/400
Porta-malas (litros): 300 400
Tanque de combustível (litros): 55 55
Dimensões (C/L/A) 3,9 m/1,7 m/1,52 m 3,97 m/1,70 m/1,47 m
Entre-eixos: 2,46 m 2,54 m

Com tantos aspectos convergentes entre C3 e 208 impulsionados pelo motor 1.2 PureTech, e as contrapartidas da Peugeot -- oferece um carro mais equipado, porém mais caro --, caberá ao consumidor usar critérios mais subjetivos na hora de escolher entre um e outro.